Quinta-feira, 19 de Maio de 2011

Divagações de uma (quase) Louca...

 

foto: retirada da net

 

 

 

Hoje não foi um dia particularmente bom para mim, alias, já ontem não foi!

 

Caí na asneira, sim, foi uma asneira enorme, de me "associar" aos Grupos do Facebook de antigas Escolas/Colégios em que andei, comecei muito animada, escrevi o meu nome e o nome pelo qual poderia ser conhecida e fiquei a ver as fotos os nomes, enquanto puxava pela memória as recordações guardadas,  para chegar à conclusão que afinal, não tenho quase recordações, não tenho memórias....

 

De alguns deles nem sei bem em que anos lá andei, não tenho fotos, não tenho pastas com desenhos, programas, notas, nada, acho que ninguém se lembra de mim...

 

A minha mãe mudou-me tanta vez de Colégio, assim como de casa, que eu não criei raízes, não guardei nada na memória, nem os outros guardaram de mim, e ela, deitou fora o meu passado, como o fez com tantas outras coisas minhas, sempre que se irritava comigo por eu não ser o que ela queria que eu fosse...

 

Hoje, com mais de 50 anos olho para trás e acho que a Vida passou por mim e eu por ela sem olharmos uma para a outra, pelo menos até certa altura!

 

Tirou-me do colégio interno onde eu adorava estar para me obrigar a ir tirar um curso que eu odiava, mas gostava da Escola, infelizmente com o 25 de Abril fecharam-na e acabaram com o curso, hoje no Centro de Emprego o Senhor diz-me que quando muito terei o 6º ano", e que todos os cursos que tirei no meu antigo emprego através no INA, "são lixo"!!!

 

Mas voltando atrás, não sei o que sentem as outras pessoas, mas eu ouço as minhas Irmãs falarem dos tempos do colégio, das colegas das brincadeiras, elas têm coisas guardadas, gosto muito de as ouvir recordar!

 

Eu lembro-me de pouco ou nada, algumas coisas sei pois elas contaram-me. Acho que andei sempre aos "saltos" de África para Lisboa e depois cá foi um corrupio de Colégios/Escolas/Casas/Hotéis...

 

foto: retirada da net

 

 

Não conheci bem o meu pai, não sabia que podia ter escolhido ir viver com ele aos 12 anos, ninguém me disse... ele vivia em Luanda vinha cá 2 vezes por anos mais ao menos, era sempre um inferno para que a minha mãe me deixasse estar com ele, passar férias com ele, então, nem pensar.... Para meu grande desgosto e falta de sorte ele morre de repente quando eu tinha 15 anos, eu nem sabia que ele estava internado, ele quis falar comigo e morreu a pensar que eu não lhe ligava nenhuma.... Ninguém me avisou, mais uma vez a Vida me passou a perna e eu caí!

 

Anos mais tarde, depois de muita psiquiatria, aprendi uma coisa sobre o meu pai, uma coisa que me custou muito... A minha mãe seria maluca, desequilibrada, ciumenta e até má em certas coisas, mas o meu pai, era comodista, só para não ter que a "ouvir", que a aturar, ele nunca lutou por mim, nunca exigiu os seus direitos de Pai, ele conhecia-a e deixou-me entregue nas mão dela, coisa que o Pai das minhas Irmãs não fez, esse preocupou-se com elas, foi Pai!

 

Afinal o que fui eu para aqueles dois? Para ela, fui uma forma de se afirmar como mulher, de fazer pirraça e de mostrar que aos quarentas e já com filhas adultas ainda era jovem para ter filhos... Para ele fui a filha que ele queria, acredito que gostasse de mim, mas nunca teve força para enfrentar a minha mãe, para lhe dizer NÃO!

 

A minha Vida começou depois da minha Filha nascer e de eu me separar do Pai dela, mas custa-me pensar que perdi grande parte da infância dela, a trabalhar duramente, embora com gosto, só o pude fazer com a ajuda das minhas Irmãs, principalmente de uma, pois nós tínhamos 12 Concertos por mês pelo país fora, quando eram em Lisboa chegava tarde e acordava cedo, mais tarde mudei para outra Orquestra, onde também trabalhei muito e fazia o que gostava e sabia fazer, até um dia vir novamente alguém para me destruir a Vida!

 

Dessa foi de vez, só posso ficar grata pelo que me fizeram, pela injustiça com que me trataram, é o que acontece a quem não "lambe botas", mas nunca lambi, nem hei-de lamber, por isso estou na situação em que estou.

 

A única coisa que me deixa em paz é saber que no dia em que eu desaparecer, certas pessoas vão recordar-se de mim para a vida inteira, por bons e por maus motivos!!!

 

 

Só mais uma coisa: Eu deixei de ser "POSTO DE INFORMAÇÕES" não sabem?! Soubessem, adivinhem, são todos competentes menos aqui a idiota, por isso descubram!!!!

 

 

 

 

 

 Foto: retirada da net

 

 

 

 

Luar  

Bichanado por: Luar às 20:35
link do post | Miar ou Rosnar: | ver comentários (2) | favorito
| | partilhar
Sexta-feira, 6 de Maio de 2011

A todos os homens…

imagem: retirada da net

 

 

 

"Não percam a esperança... Não é por terem nascido homens que falharam por completo a possibilidade de fazerem feliz uma mulher: essa capacidade está em vós. Mas primeiro têm que abandonar totalmente a pretensão de as compreenderem. Esta questão é fundamental, pois qualquer mulher é, por definição, incompreensível!


O  mundo delas é diametralmente oposto do vosso, o que não invalida que, em muitos pontos, se toquem e possa existir uma ponte para a comunicação e o entendimento. Uma mulher precisa simultaneamente de toda a atenção possível e do máximo de liberdade que lhe possam dar.
Incompatível? Não! Difícil? Sim!


Qualquer mulher quer sentir toda a segurança que o homem lhe pode conceder, mas precisa, ao mesmo tempo, de saber que é o porto seguro para onde o homem volta sempre. Precisa de sentir que é dela que lhe vem o ânimo e que é nela que restabelece as forças antes, durante e depois de cada batalha da vida. Entreguem os vossos medos, as inseguranças e os mais profundos temores. Nada agrada mais a uma mulher do que saber-se a salvadora do seu homem; a curadora do seu ser.


É natural o vosso desespero ao sentirem-se incapazes de lidar com toda a complexidade feminina. Aceitem-no e abracem-no. Também daí retirarão os maiores proveitos. Mostrem a vossa incompreensão e peçam-lhes que vos tentem explicar cada uma das mais ínfimas nuances do seu funcionamento. Porque saber lidar com uma mulher com alguma eficiência é mais complicado do que aprender a conduzir todos os veículos do mundo. Mesmo que saibam pilotar um camião, um helicóptero, um navio ou um caça, isso não se assemelhará nunca a bem saber conduzir uma mulher na direcção que pretendem.


Entendam o tempo como o entendem as mulheres. Quando uma mulher precisa de tempo, seja para vos amar, perdoar ou qualquer outra coisa, não se iludam: podem ser dois dias ou o resto da vida. Decidam se vale ou não a pena esperar, mas nunca, nunca, a apressem.


Muitos homens cometem um erro que é, talvez, o maior de todos eles, e que por sua vez se subdivide em muitos outros: tomarem por garantida a mulher com quem estão.


Desenganem-se de uma vez por todas: nenhum de vocês está a salvo! Sejam novos ou velhos, bonitos ou feios, ricos ou pobres. No momento em que tomarem por garantida a mulher que vos tem, ela estará, à partida, perdida! Qualquer relação é um caminho que liga uma pessoa à outra e, por mais que pensem que o que vos une é feito de cabos de aço, estão redondamente enganados: qualquer relação consiste apenas em dois pontos unidos por um fio quase invisível que tem que ser reconstruído a cada dia, a cada minuto! E não pensem que é por ela vos amar que nunca vos deixará: muitas mulheres preferem viver o grande  amor no recanto perfeito da sua solidão, do que vê-lo definhar até à morte às mãos dos vossos estranhos comportamentos.


Descubram se a pessoa que ela é hoje continua a ser a mesma que vos levou a amá-la ou se, pelo contrário, se transformou na soma de atitudes e comportamentos que, com o tempo, lhe foram impondo... É vossa tendência inata moldarem o que amam à imagem do que desejam, criando assim as mais monstruosas aberrações...


Lembrem-se que ela precisa de ser valorizada e não criticada; incentivada e não corrigida... Precisa que lhe lembrem que as mazelas do tempo são produto da sua valorosa luta e não resultado do seu desleixo. Precisam que lhes continuem a chamar a atenção para a beleza da lua e não para o vinco torto das calças.


Confiem na mulher que amam, pois só assim ela se tornará confiável. Dêem-lhe todo o amor e atenção e abram-lhe as janelas da vida: ela nunca se sentirá presa nem quererá voar para longe do ninho do vosso abraço.


Entendam de uma vez por todas que ela pode amar tantas pessoas quantas as que no seu coração caibam! As mulheres são fontes inesgotáveis por onde o amor corre livremente: não prendam esse amor ao próximo só para vós, pois é das raras coisas que, quanto mais jorra, mais qualidade tem. Podem querer o corpo dela em exclusividade, isso é legítimo, mas nunca queiram ser os donos absolutos do seu coração, pois ele, ou vai definhar como um músculo atrofiado, ou libertar-se-á do seu carrasco.


Desenganem-se os que pensam que a sua vida dupla é secreta... Toda a mulher vem programada com um dispositivo de alarme interior que se acciona automaticamente aos primeiros sinais de infidelidade. Se vos parece que nada sabem ou de nada suspeitam, é porque assim decidiram que fosse: preferem ignorar ou olhar no sentido oposto, para não terem que tomar uma atitude e alterar, dessa forma, a sua aparente estabilidade.


Usem o poder a vosso favor: as hormonas que vos povoam podem servir não para o confronto, mas para a paixão; o engenho que vos caracteriza pode gerar grandes feitos, em vez de pequenos esquemas; a vossa sabedoria de envelhecer pode ser accionada vinte anos antes do tempo, e que proveitos isso não traria...


Mas o mais importante é revelarem-se! Não se escudem por trás da barreira invisível da vossa força e insensibilidade! Se vocês são seres capazes das mais notáveis façanhas, também poderão levar esta a cabo: mostrem a vossa sensibilidade! Parem de a tentar esconder no poeirento sótão das vossas crenças! Mostrem cada emoção, cada lágrima sentida; revelem sentimentos e falem, até vos doer a voz, sobre tudo o que sempre quiseram e nunca conseguiram, pois não há nada mais nobre e enternecedor que a coragem desta entrega.


E sejam verdadeiros... Se não com os outros, pelo menos convosco mesmos.


E agora, homens, aceitem estas palavras e dêem-lhes o melhor dos usos.... E, se quiserem, reescrevam este texto trocando os homens pelas mulheres ... e façam-no chegar à mulher que amam..."

 

 

 

 

Ana Dias

 

 

 

 

 

Não resisti a publicar, pois achei particularmente bem escrito e muito verdadeiro, contém verdades e sentimentos que só poderiam, mesmo, ter saído da inspiração de uma Mulher.... (risos)

Vá lá, vocês, sabem bem que digo a verdade...

 

 

Beijos de BFS

 

 

Luar

Bichanado por: Luar às 12:42
link do post | Miar ou Rosnar: | ver comentários (3) | favorito
| | partilhar

*tradutor / translater

Pode ser uma praia de águas turquesas peixes coloridos e luares românticos ou uma praia rochosa com altas escarpas, água cor de chumbo e céus rasgados pelos ventos e pelos raios.....

Se vieres na positiva (triste ou alegre), entra, descalça-te sente os cheiros e conversa! Se vens na negativa (mau ou mesquinho), nem te descalces que me sujas a areia....

Partido Pelos Animais

*Bisbilhutar:

 

*Posts recentes

* Falta de profissionalismo

* Vários tipos de Amigas

* O que nunca te disse!

* São apenas objectos...

* O máximo!!!

* Rena Doida

* Cruz Credo!!!!

* A casa

* Dia da Mãe

* Novidades...

*arquivos

* Novembro 2015

* Outubro 2015

* Outubro 2014

* Abril 2014

* Outubro 2013

* Agosto 2013

* Maio 2012

* Fevereiro 2012

* Janeiro 2012

* Novembro 2011

* Maio 2011

* Abril 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Setembro 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Setembro 2009

* Julho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* Fevereiro 2009

* Janeiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Outubro 2008

* Setembro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* Outubro 2007

* Setembro 2007

* Agosto 2007

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

* Janeiro 2007

* Dezembro 2006

* Novembro 2006

* Outubro 2006

* Setembro 2006

* Agosto 2006

* Julho 2006

* Junho 2006

* Maio 2006

* Abril 2006

* Março 2006

* Fevereiro 2006

* Janeiro 2006

* Dezembro 2005

* Novembro 2005

* Outubro 2005

* Setembro 2005

* Agosto 2005

* Julho 2005

* Junho 2005

* Maio 2005

* Abril 2005

* Março 2005

* Fevereiro 2005

* Janeiro 2005

* Dezembro 2004

* Novembro 2004

*tags

* todas as tags

*links

View a_Luar's profile on slideshare
Partido Pelos Animais
flashvars="r=2&appId=1eeef5cd-d72f-487a-a611-ebff4263be90" >

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                                                                               

blogs SAPO

*subscrever feeds