Domingo, 6 de Maio de 2012

Dia da Mãe

foto: retirada da net

 

 

 

Dia da Mãe é dia 8 de Dezembro, Dia de Nossa Senhora da Conceição, mas as modernices mudaram-no, faz anos, para o 1º Domingo de Maio, sendo de qualquer modo é Dia da Mãe.

 

Dia de Mães e Filhos estarem juntos, de se sentirem mais próximos ainda, pois Dia da Mãe é todos os dias.

 

Liguei para minha filha que vive longe, 200km sem carro é longe, com os 2 desempregados, embora com carro é complicado vir a Lx., atendeu-me a minha neta que me desejou um bom dia da Mãe e perguntou pelo Dia dos Avós, sei que existe mas não sei quando é... Falei mais tarde com a minha filha e fizemos o costume, ver quem dizia 1º, conversámos sobres vários assuntos e desligamos.

 

De repente, não sei vindo de onde invadiu-me uma tristeza, uma solidão, abriu-se-me um buraco no coração; saudades dela, dos meus netos, vontade de os ter por perto a fazer barulho a animar a casa que está silenciosa, pois até os gatos dormem, agradados por este raro dia de sol...

 

Lembrei-me de quando ela era pequena, das surpresas e prendas que me dava, dos seus passinhos pela casa, hoje já ela é Mãe e tem as suas prendas e aquele barulho que só as crianças sabem fazer quando correm pela casa. O tempo passa num instante e de filha, apenas, ela já é Mãe de uma menina de 9 anos e um menino de 5 meses, parece que ainda ontem a envolvia nos meus braços onde cabia todinha, tipo ninho...

 

Liguei novamente e pedi-lhe entre lágrimas que viessem um FDS, eu pago a gasolina e as portagens, mas que viessem pois eu "morro" de saudades, ela ficou aflita, coitada, pelo meu estado e porque sabe que os € não abundam por estes lados, terei sido egoísta em preocupá-la?

 

O meu Dia da Mãe vai se passando, com saudades que nenhuma tecnologia do mundo ajuda a tirar, eu sei que é apenas mais uma data de calendário, mas esta hoje, doeu, doeu muito cá dentro.

 

Um beijo e um feliz dia da Mãe para a minha filha e para todas as Mães, mas principalmente para aquelas que como eu, ou por outros motivos não puderam passar o dia com os seus!

 

 

 

 

 

Luar (A Lua de ontem foi dedicada a nós, as Mães)

 

 

:
Bichanado por: Luar às 14:44
link do post | Miar ou Rosnar: | favorito
| | partilhar
Quarta-feira, 27 de Janeiro de 2010

"Morrer não é o Fim"

 

 

 

Foto: Marisa (Batata)

 

 

Este é o título de um livro da Agatha Christie, é um policial muito interessante e embora não tenha nada a ver com este artigo o seu titulo já tem.

 

Morreu o meu Cunhado mais velho, mas para mim e sei que a minha Irmã pensa do mesmo modo, não foi o "fim" mas sim um novo começo.

 

Quando as pessoas ficam doentes ao ponto de ficarem totalmente dependentes de terceiros, de perderem a sua dignidade, isso já não é Viver é apenas resistir pois existe um órgão chamado coração que teima em bater enquanto os outros já quase não funcionam, o próprio cérebro já mal comanda a as ordens da Vida... Ora isto não é viver é apenas um arrastar de uma situação que já não tem volta, apenas espera um fim que tarda em vir...

 

Quanto a mim e isto é uma opinião puramente pessoal e quando o digo sei do que falo pois quando a minha filha esteve em coma, houve um dia em que os médicos quase desistiram, o querer manter as pessoas cá em determinados estados, é apenas para amenizar a consciência de quem cá está pois para o doente é um suplício, uns porque estão conscientes e dão pela degradação do seu corpo outros estão inconscientes mas ninguém pode provar se sofrem ou não mas se apenas vegetam, mantê-los presos cá, para quê?!

 

Não podemos perder aquilo que já perdemos...

 

Ele era um homem lindo, com o cabelo branco mais bonito que já vi e uns belos olhos azuis, não eram do azul normal, eram um azul diferente, não sei explicar...

 

Era enérgico, vivo e teimoso...

 

Era Inglês e por isso andou a aprender Português, mas tal qual um puto, escondia os livros para não ter de fazer os trabalhos de "casa" e sorria com ar matreiro enquanto dizia num português com sotaque.

 

- Não sei onde estão, Salomei....

 

A minha irmã sorria e dava-lhe no toutiço.

 

Como era um dos Directores da Rover em Portugal foi ele quem me arranjou o meu 1º Mini-Moke, confesso que na altura tive que fazer um pouco de chantagem, pois em 198? os Mini-Mokes iam todos para os Rent-a-Car.

 

Como eu estava a ver que não consegui nada e os poucos que tinham chegado já estavam prontos para ir para o Algarve e Funchal eu disse-lhe:

 

- Está bem, não me arranjas um Moke vou comprar um Mehari....

 

Bem... ele até saltou do sofá! Ficou verde, azul e disse muito alto:

 

- Isso não, Isso é um perigo é tudo plástico, não presta para nada... Vou ver o que consigo fazer!

 

Meu dito meu feito mais ao menos uma semana depois ligou-me e eu foi buscar o meu 1º Mokinhas, lindo todo preto e com 18km!!!!!!

 

Homens!!!!!

 

Ele entendia o Português e até falava, mas se falassem com ele em Inglês... Dava-lhe mais jeito,,,lollll

 

Sempre achei graça quando ele dizia.

 

- Hello Batata!

 

Aquele Batata em português com sotaque ficava mesmo divertido...

 

Ambos gostávamos de gin tónico e ele sabia que era a minha bebida preferida no verão quando estava na água. Assim que eu me enfiava na água, em 10mn lá vinha ele com o meu gin tónico para colocar na borda da piscina.

 

Quando eles casaram, foi o casamento divertidíssimo, na Casa da Guia em Cascais eu e o meu sobrinho/afilhado fomos padrinhos  de casamento da minha irmã e a minha sobrinha Inês + ? foram padrinhos dele.

 

Ele aguentou um fim-de-semana das "bruxas"... Só estava espantado com o nosso poder de beber e falar... Foi um FDS muito giro, dormimos as 4 manas debaixo do mesmo tecto.

 

Era teimoso como tudo e em muita coisa muito Inglês! Mas foi com uma facilidade espantosa com que passou de uma família pequena, a dele era bem pequenina e tipicamente Inglesa, para abraçar uma família Portuguesa, mas não uma família qualquer, a nossa família!!!

 

A nossa família além de ser enorme tem particularidades diversas, somos, alegres, festeiros, faladores, divertidos e principalmente o nosso lema é "Vive e deixa Viver"!, somos tipo família Italiana, sempre cheia de crianças e risos, claro que quando choramos choramos com dor e quando um precisa somos um todo!

 

Enfim teve uma Vida preenchida, fez coisas que gostava viajar, trabalhou, como todos nós teve desgostos, mas no final o que interessa é que agora já pode novamente guiar o seu Rover, colocar os pés na areia, beber o seu gin, comer o seu queijo, ver o seu futebol e principalmente ser livre, sem dores, limitações e fazer o que lhe der na real gana!

 

Sim, por que Morrer não é o Fim.... Nunca se morre no coração das pessoas que gostam de nós!

 

Jim um grande beijo, foi muito bom que tivesses feito parte da nossa família!

 

 

 

Luar   (Batata)

 

 

 

Levanta-me bem alto, para que eu possa ver Lisboa de cima, sem as obras, a a sujidade, a falta de amor dos Homens.

 

Levanta-me bem alto para que a minha Lisboa volte a ser a Lisboa das canções, das crianças que brincam em liberdade, dos bonitos telhados, a cidade que tem a luz mais bonita do Mundo, a Lisboa dos poetas e amantes...

 

 

Imagem e texo: Marisa (Batata)

 

 

 

 

 

: Em Paz
Bichanado por: Luar às 15:13
link do post | Miar ou Rosnar: | ver comentários (5) | favorito
| | partilhar
Sexta-feira, 31 de Julho de 2009

Férias com a neta

  Foto: Maria Camera

 

 

Finalmente uns dias de férias!

 

Vim para casa de uma amiga na Ericeira, eu e a minha neta.

 

Tem sido muito bom, embora, eu sinta uma grande diferença entre este ano e a última vez que a D. Leonor veio passar férias de verão (a sério) comigo. Dessa vez até fomos passar um FDS com a Drª. Arminda e foi lá que ela teve o primeiro contacto com a piscina, deu os primeiros mergulhos, etc., tinha 3 anos.

 

Agora tem 6 e eu canso-me como se tivesse 200...Lolllll

 

Fomos um dia ate a piscina e lá andou ela de braçadeiras feliz da vida.

 

Mas quando fomos até a praia fui com ela sem as braçadeiras e ensinei-lhe o que ensinei há Mãe dela, só que essa mal sentia a água fria no pé já estava aos gritos....

 

Maré baixa com muito pé, ondas pequenas, mas o mar é sempre traiçoeiro e o da Ericeira mais ainda.

 

Ensinei-lhe o respeito pelo mar, as ondas que se furam, as que se saltam, as que se podem fazer carreirinha para a praia. Ensinei-a a olhar sempre para trás quando se levanta, para ver o tipo de onda que vem e o que deve fazer, olhar de vez em quando para terra e ser o ponto de referencia que marcamos, se está muito afastado ou não, pois o mar puxa!

 

E também lhe expliquei que com o dedo no nariz não tinha as duas mão para nadar e que a água não entra no nariz, pode e deve andar de olhos abertos debaixo de água, a boca essa convém ficar fechada, pois ela não peixe, mas um pirulito também não mata....

 

E não é que resultou?!

 

Foram carreirinhas, mergulhos, furar de ondas, e ela própria já controlava se nos estávamos a afastar ou não!

 

Claro que eu cheguei mais morta que viva, mas ela perdeu o medo das ondas mas não o respeito ao mar.

 

Tenho é que lhe arranjar uma coisa tipo trela peitoral para a segurar...Lolllllllllllll

 

 

voltámos até aá praia no dia seguinte, muito vento e bandeira amarela, ela sabe o significado das cores das bandeiras emas quis ir só até á bordinha tentar nadar um bocadinho....

 

Fomos, eu avisei-a que o mar estava muito perigoso, mesmo na bordinha, ela insistiu e com a ajuda do balde lá nos molhamos.

 

Tinha ela água pelos joelhos quando de repente, eu estava a ver mas não disse nada, apenas lhe agarrei bem a mão, esta lhe subiu até ao peito!

 

Ela olhou para mim com um ar muito sério e disse:

 

- " Sabes Avó, acho que é melhor sairmos agora, pois o mar hoje não está para brincadeiras...."

 

Eu concordei, enchemos o balde e subimos.

 

 

Contei-vos isto apenas porque sempre fui da opinião que se deve explicar as coisas ás crianças como elas realmente são, claro que de modo a que elas entendam, pois o simples, NÃO, porque EU NÃO QUERO OU NÃO DEIXO, é a pior coisa que se pode fazer ou dizer a uma criança ou jovem.

 

Além do mais alguns os Pais e até Avós parece que se esqueceram do que fizeram e pensaram enquanto crianças/jovens.

 

 

Eu lembro-me perfeitamente e por isso ensinei e eduquei a minha filha a saber das coisas na maior transparência de acordo com a idade que ia tendo. Problemas?! Felizmente nunca mos deu.

 

Se saía à noite eu dormia descansada pois tinhas um acordo que ela sem cumpriu, vinha mais tarde telefonava, etc.

 

Pais e Filhos não têm que ser melhores Amigos mas sim Terem Absoluta Confiança um no outro e saberem que quando existe um problema o nosso filho(a) tem a certeza que pode conversar connosco como uma pessoa, um ser individual que é e não o "nosso filho", claro que eles vão sempre falar com o/a melhor amigo/a mas é bom que conversem connosco,

 

Para isso nós Pais temos de aprender aquilo que muitos não querem ver, os Filhos não são nossa propriedade, são pessoas que se vão tornar independentes e a nossa obrigação é prepará-los, ensiná-los a voar, alertá-los e deixá-los ir....

 

Mas todos sabemos que só se aprende com as próprias cabeçadas e aí cá estamos nós, novamente, para os apoiar e recolocar no caminho certo.

 

Claro que existem limites, mas as regras do jogo começam mal eles nascem e se não forem jogadas logo desde essa altura, não vai ser na adolescência que se vai conseguir alterar o jogo, aí já pode ser tarde, por vezes demasiado tarde!

 

 

 

 

Luar

 

 

 

: feliz e cansada
Bichanado por: Luar às 14:06
link do post | Miar ou Rosnar: | ver comentários (6) | favorito
| | partilhar
Domingo, 3 de Fevereiro de 2008

DESMISTIFICANDO O AMOR.......

"O amor não é algo que o faz sair do chão e o transporta para lugares que você nunca viu. O nome disso é avião. O amor é outra coisa."
 
"O amor não é uma coisa que você esconde dentro de si e não mostra para ninguém. Isso se chama vibrador tailandês de três velocidades. O amor é outra coisa."  
"O amor não é uma coisa que te faz perder a respiração e a fala. O nome disso é bronquite asmática. O amor é outra coisa."  
 
"O amor não é uma coisa que chega de repente e o transforma em refém. Isso se chama seqüestrador. O amor é outra coisa."
 
"O amor não é uma coisa que voa alto no céu e deixa sua marca por onde passa. Isso se chama pombo com caganeira. O amor é outra coisa."
 
"O amor não é uma coisa que você pode prender ou botar pra fora de casa quando bem entender. Isso se chama cachorro. O amor é outra coisa."
 
"O amor não é uma coisa cinza que lançou uma luz sobre ti, o levou pra ver as estrelas e o trouxe de volta com algo dele dentro de você. Isso se chama alienígena. O amor é outra coisa."
 
"O amor não é uma coisa que desapareceu e que, se encontrado, poderia mudar o que está diante de você. Isso se chama controle remoto da TV. O amor é outra coisa."
 
:
tags:
Bichanado por: Luar às 21:28
link do post | Miar ou Rosnar: | ver comentários (2) | favorito
| | partilhar
Quinta-feira, 25 de Outubro de 2007

Bons tempos!

amantes2.BMP

 

 

Cheguei á brilhante conclusão que sempre fui maluca!

 

 

Doida varrida, mesmo!

 

 

Estava a tentar, digo tentar pois desisti a meio, arrumar uma gaveta onde guardo tralha!

 

Aquilo mais parece uma Caixa de Pandora, mas sem vir mal ao Mundo!

 

Perdi-me no meio da tralha, a ler, a reviver a sonhar, quando dei por mim já esvoaçava pelas minhas memórias e até lhes sentia o cheiro, sabor e pareciam reais!

 

Sou mesmo assim, divago com uma facilidade incrivel, de tudo faço um estória, e por vezes quando estou a contar uma coisa triste as pessoas riem-se pelo meu modo de falar e caretas que faço!

 

A minha Mãe era assim, era uma das coisas fantásticas que tinha!

 

 Ainda me lembro quando fui debater as minhas ideias e frustrações com um chefe, ele passado um pouco sorria e dizia-me:

 

 - "A Marisa tem sempre a incrivel capacidade de nos fazer sorrir, desanuvia o ambiente!"

 

E olhem que a minha cara era mais de Zombi do que de outra coisa e zombi de filme antigo, daqueles muito mal feitos!

 

Prontos lá estou eu, volta criaturinha, anda cá!!!

 

Pois eu encontrei uns livros muito antigos que devo ter comprado algures num alfarrabista, são lindos de morrer!

 

 1 - Cartas de amor para Namorados, por Maria Celeste.

 

2 - as 100 mais lindas cartas de amor, por Maria do Céu.

 

 Um dia publico uma pois estes Homens, já não sabem como era lindo (e complicado) namorar, por isso elas casavam virgens!!!

 

O curioso é que num dos livros tem os códigos utilizados para que as Tias velhas e as Mães não conseguissem decifrar as cartas, quando lhes deitavam os  gadanhos.

 

Assim vou publicar uma que eu mesma escrevi como divertimento, eu e uma sobrinha minha que agora também já é uma moçoila para os seus 41 anitos...

 

"Meu Mirto, O nosso  acácia  tem passado por muitos  juncos  mas mesmo assim é com queda que te peço para quebrarmos o girasol e que voltes ao nosso  flor de laranja.

 

O meu ananás por ti é enorme e maior ainda é o meu mirto.

 

Estou ramo de rosas por te ver, o cogumelo da minha flor de café é um aloés constante.

 

Tua Biloquinhas"

 

 

Tenho mais, mas não digam que isto não era bonito!!!!!

 

Além da linguagem das flores (não confundir com o significado das flores), ainda havia:

 

Sinais com leque, aquela Ópera em são Carlos devia parecer um aeródromo...

 

Sinais com luvas! Grande Ulisses!!! (Ainda existe)

 

Sinais com bengala! Sinais com mãos! Não é nada disso, seus malandos....

 

Sinais com lenço!

 

Sinais com a flor!

 

Era muito mais romântico, agora mandam uma sms ou e-mail, queres vir f... comigo???

 

 

Qual é a graça???!!! Nenhuma!

 

 

Namorar é tão bom, ser galanteada, agradada, catrapiscada, o rondar o seduzir... ai, ai.....

 

 

 

 

oamante.BMP

 

  

 

Luar

:
Bichanado por: Luar às 11:19
link do post | Miar ou Rosnar: | ver comentários (6) | favorito
| | partilhar

*tradutor / translater

Pode ser uma praia de águas turquesas peixes coloridos e luares românticos ou uma praia rochosa com altas escarpas, água cor de chumbo e céus rasgados pelos ventos e pelos raios.....

Se vieres na positiva (triste ou alegre), entra, descalça-te sente os cheiros e conversa! Se vens na negativa (mau ou mesquinho), nem te descalces que me sujas a areia....

Partido Pelos Animais

*Bisbilhutar:

 

*Posts recentes

* Dia da Mãe

* "Morrer não é o Fim"

* Férias com a neta

* DESMISTIFICANDO O AMOR......

* Bons tempos!

*arquivos

* Novembro 2015

* Outubro 2015

* Outubro 2014

* Abril 2014

* Outubro 2013

* Agosto 2013

* Maio 2012

* Fevereiro 2012

* Janeiro 2012

* Novembro 2011

* Maio 2011

* Abril 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Novembro 2010

* Outubro 2010

* Setembro 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Setembro 2009

* Julho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* Fevereiro 2009

* Janeiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Outubro 2008

* Setembro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* Outubro 2007

* Setembro 2007

* Agosto 2007

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

* Janeiro 2007

* Dezembro 2006

* Novembro 2006

* Outubro 2006

* Setembro 2006

* Agosto 2006

* Julho 2006

* Junho 2006

* Maio 2006

* Abril 2006

* Março 2006

* Fevereiro 2006

* Janeiro 2006

* Dezembro 2005

* Novembro 2005

* Outubro 2005

* Setembro 2005

* Agosto 2005

* Julho 2005

* Junho 2005

* Maio 2005

* Abril 2005

* Março 2005

* Fevereiro 2005

* Janeiro 2005

* Dezembro 2004

* Novembro 2004

*tags

* todas as tags

*links

View a_Luar's profile on slideshare
Partido Pelos Animais
flashvars="r=2&appId=1eeef5cd-d72f-487a-a611-ebff4263be90" >

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                                                                               

blogs SAPO

*subscrever feeds